• Vereador visita obra da creche Sebastião de Mattos

    11/01/2018

    Redator: Assessoria Foto: Thiago Silva
  • Compartilhar:

O Vereador Adenilson Rocha (PSDB) esteve na obra da Creche Sebastião de Mattos para averiguar o andamento da construção iniciada em 2011, na gestão do então prefeito Juarez Costa, com primeiro prazo de entrega estava marcado para 2012, porém a obra ficou parada por vários anos. Em plena campanha eleitoral, a atual prefeita fez o compromisso de aumentar o número de vagas das creches. Uma solução seria terminar as obras, mas até então a obra não foi entregue.

 

No início do ano passado a secretária de educação disse que as creches seriam entregues em agosto.  “As creches em suas organizações podem ser entregues até agosto de 2017, a prefeitura investiu 80% do total das obras de recursos próprios e os outros 20% estamos aguardando do Governo Federal, quando esse recurso sair, as obras serão finalizadas”, disse a secretária.

 

“Precisamos resolver o mais rápido possível esta situação que se arrasta há anos. A população, principalmente as mães de crianças que moram nos bairros vizinhos a creche, não podem pagar o preso da morosidade desta ou da administração anterior. Vamos torcer para que a creche seja entregue ainda este ano, pois é grande a demanda de crianças que precisam de vagas”, disse Adenilson.

 

A novela das creches de Sinop se arrasta desde 2011 com o início das obras na gestão do então prefeito Juarez Costa.  Em dezembro de 2016 Juarez oficializava a conclusão de três novas unidades que haviam sido iniciadas em 2011, e até colocou placas de inauguração.  Segundo o mesmo, as unidades educacionais estariam atendendo já no início de 2017, porém após um ano a realidade é outra.

 

A atual prefeita, Rosana Martinelli, que recebeu apoio de Juarez, não conseguiu cumprir com o compromisso com o ex-gestor.  Para quem vê o prédio por fora acredita que a obra está pronta, mas os últimos reparos como instalação elétrica, bancadas e limpeza, impedem que a tão sonhada  creche comecem a funcionar como previsto pelo ex-prefeito Juarez.